quinta-feira, 11 de maio de 2017

Visita ao Oceanário de Lisboa

No dia 3 de maio rumámos a Lisboa de comboio. 
Foi um dia apreciado pelas crianças. 
Já lá vão uns dias, entretanto fizemos muitas coisas, mas ainda ontem quando falávamos de peixes, os nomes dos animais que lá vimos estavam na ponta da língua dos meninos.
A estação dos comboios (Coimbra B) também passou a ser considerada pelas crianças como tendo interesse turístico. Aconselham os turistas a visitá-la!

sábado, 6 de maio de 2017

Tapete-história "Azul"

O 25 de abril

Em abril, falámos do 25 de abril.

-Quando eu era pequena tínhamos medo que as pessoas fossem presas se dissessem coisas proibidas, ou lessem, ou cantassem coisas proibidas.
-Tu foste presa?
-Eu não, era criança, mas conheço pessoas que foram!
-A sério?
-A sério! Porquê, gostavam de conhecer, era?
-Sim!!!
-Vamos pensar nisso.
....





Dia da Mãe

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Nutrição

Com o Centro de Saúde de Santa Clara, a falar de nutrição.



As crianças preferem a fantasia

As crianças preferem a fantasia...
Estava para haver "caça aos ovos" promovida pela Associação de Pais, mas não houve. Para oferecer uns ovitos a lembrar a Páscoa fomos ao supermercado às compras.
Entrei no JI com o saco de plástico e pensei que seria uma desilusão para as crianças não haver uma surpresa dessa figura mágica que é o Coelhinho da Páscoa. Ocorreu-me inventar uma história sobre o assunto. Fui ao XXXXXX e disseram-me que o Coelhinho da Páscoa deixou aquele saco para os Brincantes. Vamos ver o que é? Foi uma festa!
Tenho a certeza que grande parte das crianças sabe que fui eu que fiz as compras, mas prefere acreditar numa ação do Coelhinho da Páscoa dedicada aos Brincantes.

Páscoa

Páscoa.... a passagem do Inverno para a Primavera, uma oportunidade para celebrar a natureza.

Há muitas maneiras de contar histórias

Folhados de salsicha e folhados de chocolate, com a I.


A nossa I, aluna do 10º ano, anda a fazer umas coisas giras, ou melhor, boas!
Ela vai ao supermercado comprar os ingredientes para as receitas que depois experimenta fazer connosco. Assim nós também aprendemos!
Depois escreve tudo num blogue chamado janeladecomida e assim comunica a outros as suas receitas.
Um dia  fizemos folhados de salsicha, outro dia folhados de chocolate.



Em modo van Gogh

Os nossos dias são repletos de porquês.

À quarta feira é dia de observar os feijões...
Alguns cresceram muito, outros cresceram menos e há outros que estão a morrer! Porquê?
Entretanto na horta os feijões semeados no mesmo dia, só agora começaram a espreitar fora da terra. Porquê?
Os nossos dias são repletos de porquês.

O van Gogh morreu porquê?

Um grupo de professores franceses (Erasmus) esteve na nossa sala e deixou-nos uma brochura e um CD de van Gogh, o pintor da Natureza.
Hoje estivemos a explorar esse material.
...
- Van Gogh nasceu há muitos anos e também já morreu.
- Porquê, estava velho ou doente?
- Mais ou menos, sim. E também já foi há tanto tempo que ele não podia estar vivo.
- Nós quando morremos vamos para o céu, transformamo-nos numa estrela.
- Se calhar...
- Quando morrermos todos somos todos estrelas.
- Se calhar... Se for assim encontramo-nos todos no céu e montamos lá uma escola! Ih!Ih!
- Boa! E podemos fazer uma festa!

A S. não gosta de nenhuma atividade oferecida pelos adultos, seja de que tipo for. Por isso, de vez em quando as atividades tornam-se obrigatórias, para ajudar a S. a ultrapassar esta relutância. A sua amiga inseparável, a A. está a ajudar, dizendo que é "fácil", "basta tentar". É isto o espaço da Educação de Infância, um modo de crescer em companhia.

domingo, 26 de março de 2017

Um projeto para brincar melhor no espaço exterior. Quem sabe sobre brincar são as crianças, por isso as alunas da ESEC perguntaram-lhes o que fazer. Uma chuva de ideias pendurada no teto.


Dia da Árvore

No Dia da Árvore, estruturámos uma árvore com ramos que fomos apanhar à mata do Observatório e identificámos as árvores da nossa escola.






Visita à Baixa de Coimbra

Visita à Baixa de Coimbra, guiados pelo Museu Municipal. À procura de pormenores arquitetónicos. Descoberta de janelas de avental, varandas de barriga, telhados coloridos, esculturas de pedra, altura das casas, largura das ruas, pedras para segurar cavalos...







Dia do Pai

Postais para o Dia do Pai
A prenda está online para eles, os pais, verem, mas não podemos mostrar.


Dia de semear

Quando o bom tempo chega

Na hora da planificação...

-E o que é que vamos fazer hoje? (Ofélia)
-Vamos ao parque da Junta! Está bom tempo... (meninos)
Fomos.




Fomos ao Exploratório de Coimbra

No Dia da Mulher fomos ao Exploratório de Coimbra. Pelo caminho fomos apanhando balões deixados nas praças e largos da cidade para assinalar o Dia Internacional da Mulher, mas não houve nem tempo, nem contexto, para falar do assunto. 

sábado, 11 de março de 2017

Questões de género





A enfermeira Cláudia e as suas estagiárias (Centro de Saúde de Santa Clara) vieram falar-nos de questões de género. Mesmo a tempo do Dia Internacional da Mulher.





segunda-feira, 6 de março de 2017

Vulcão


Quando se formou a Terra havia muitos vulcões...
A Rita mostrou-nos um filme sobre vulcões e fizemos um vulcão de faz-de-conta. Sim, de faz-de-conta, porque nós já sabemos que de um vulcão sai lava muito quente. Neste não se passa nada disso, apenas misturamos "coisas" que juntas reagem e fazem aquele efeito que parece um vulcão.
Também fizemos um registo com uma colagem, para não nos esquecermos desta experiência de que gostámos muito


quinta-feira, 2 de março de 2017

Pintura à moda da Rita e da Natacha


Careto

A Leonor trouxe o careto que avó lhe fez quando era pequenina. Como não lhe serve, a Francisca Oliveira vestiu-o e andou a "chocalhar" os colegas.


Entrudo

As estagiárias de Educação Básica, que se encontram a fazer o estágio connosco, entraram na fase "Intervenções Pontuais", que é como quem diz, têm de experimentar ser educadoras, propondo e animando momentos/atividades que se enquadrem no projeto curricular em desenvolvimento.
A Natacha fez hoje uma apresentação sobre o Carnaval em diferentes partes do Mundo.
Aproveitámos para explorar ideias à volta das tradições portuguesas...





Cenouras na fruta escolar

Há cenouras na fruta escolar, enviada pela CMC. Os meninos gostam!

.

Em fevereiro o teatro veio à escola

Esteve literalmente dentro da sala de aula e foi muito bom! Obrigada ao Teatrão.

Emergência da escrita

Estou a escrever o nome dos meninos todos - Francisca



O tempo de faz-de-conta que sou outro

E foi assim, durante o período de Carnaval, todos os dias me pediam para pintar um menino.
E assim de vai perdendo o medo de máscaras e caras diferentes, tão comum na infância.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Porque o currículo em Educação de Infância é muito mais do que dias especiais, hoje não estava previsto interromper os projetos para falar do Dia dos Namorados. Porém era inevivátel, o tema iria surgir, trazido pelas crianças, sinal que se sentem à vontade para trazer "a vida lá de fora cá para dentro".
Falámos do que é ser namorado, discutimos se será a mesma coisa que ser amigo... Ficaram muitas questões no ar. 
Parece consensual que estar apaixonado tem alguns requisitos, como "ter o coração a bater muito", ao que parece (disseram os meninos) "as crianças também se apaixonam" e também é consensual que os namorados dão beijinhos na boca e os amigos não. Menos o Rafael que está apaixonado pela mãe.
Bom, posto isto informaram-me quem namora com quem e quem está apaixonado por quem. Logo a seguir encontrei duas crianças a desenhar corações para oferecer ao seu/sua amado/a.
À tarde aproveitámos o interesse pelos corações e fizemos recorte, colagem e desenhos dos amigos. E assim se trabalhou, entre outras coisas, a figura fundo.
Acabámos o dia a tirar fotografias numa moldura feita pela mãe da Carolina.
Amanhã continuamos os projetos.

Como apareceu a Terra

A origem da Terra
Ontem, na reunião da manhã a Lara perguntou:
-Como apareceu a Terra?
-Isso é uma pergunta muito interessante e difícil! Já perguntaste a mais alguém? 
-A minha mãe diz que não sabe e o meu pai diz que já se esqueceu!
-Então vamos lá ver o que os outros meninos pensam desse assunto, para começar.
....
-Foi cultivada e cresceu - Leonor
-A Terra foi nascida aos bocadinhos, foram-se juntando bocadinhos - Carolina
-Os bocadinhos vieram do espaço - Francisca
-O espaço é depois das nuvens - Guilherme
-O espaço não tem oxigénio para respirarmos - Renato
-Se tivermos um capacete de astronauta podemos respirar - Guilherme
-Mas foi-se juntando como?-Gustavo
-Encaixando - Carolina
- Eu acho que foi posta uma semente para ela crescer - Lara
- Então temos duas teorias: a Terra foi cultivada e a Terra apareceu no espaço porque se juntaram partes. Certo? - Ofélia



Formas de terminar (a semana, fruta)

Desenhar na terra