quinta-feira, 2 de março de 2017

O tempo de faz-de-conta que sou outro

E foi assim, durante o período de Carnaval, todos os dias me pediam para pintar um menino.
E assim de vai perdendo o medo de máscaras e caras diferentes, tão comum na infância.


Sem comentários:

Enviar um comentário