quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Porque o currículo em Educação de Infância é muito mais do que dias especiais, hoje não estava previsto interromper os projetos para falar do Dia dos Namorados. Porém era inevivátel, o tema iria surgir, trazido pelas crianças, sinal que se sentem à vontade para trazer "a vida lá de fora cá para dentro".
Falámos do que é ser namorado, discutimos se será a mesma coisa que ser amigo... Ficaram muitas questões no ar. 
Parece consensual que estar apaixonado tem alguns requisitos, como "ter o coração a bater muito", ao que parece (disseram os meninos) "as crianças também se apaixonam" e também é consensual que os namorados dão beijinhos na boca e os amigos não. Menos o Rafael que está apaixonado pela mãe.
Bom, posto isto informaram-me quem namora com quem e quem está apaixonado por quem. Logo a seguir encontrei duas crianças a desenhar corações para oferecer ao seu/sua amado/a.
À tarde aproveitámos o interesse pelos corações e fizemos recorte, colagem e desenhos dos amigos. E assim se trabalhou, entre outras coisas, a figura fundo.
Acabámos o dia a tirar fotografias numa moldura feita pela mãe da Carolina.
Amanhã continuamos os projetos.

Sem comentários:

Enviar um comentário